UM POUCO DE MIM

UM POUCO DE MIM

Nosso primeiro post vai falar um pouquinho de mim… nada melhor que uma boa apresentação.

Tudo que tenho me foi dado pelas minhas mãos. Herança materna, das mãos talentosas, delicadas e carinhosas da minha mãe: Therezinha. Com ela aprendi quase todas as minhas habilidades, com o meu olhar curioso de criança, ficava maravilhada com suas pinturas, esculturas, traços e maneiras. Dedico a ela todo meu trabalho e minha busca.

Na infância, tudo que era pra fazer com as mãos era motivo de entusiasmo. Desde enrolar balas de mel no papel celofane, enrolar bolinhos deliciosos de arroz à ilustração de cadernos, bordados, pintura em tecidos, tricô… Gostavam da minha ajuda, porque ficava tudo perfeitinho.

Na adolescência, moda. Gostava de me vestir diferente e tive uma fabriqueta de bijuterias, onde gostava de criar colares, brincos e cintos com materiais alternativos como arruelas, borracha e pedrarias. Criava e saía exibindo minhas criações cheia de orgulho, muito mais pela coragem de expô-las ao mundo do que pela beleza que via nelas. Bons tempos. Sinto saudade. Mas não parei por aí, tinha muita coisa que eu ainda queria experimentar e muitas coisas para aprender.

Com o passar de mais alguns anos, me encantei por decoração de interiores. Fui aprender. Esse encantamento nunca passou, ainda permanece. Decorei vários ambientes profissionalmente: apartamento, consultório, loja de sapatos, casa de amigos, depois festas infantis, de gente grande e para os amigos, sendo às vezes a própria chef (quando a grana deles estava curta…). Já perdi a conta de quantos momentos importantes na vida das pessoas eu tive o privilegio de participar ativamente. São boas lembranças…

Ainda na decoração, só que na área de design de produtos, também fui aprender. Montei uma empresa que se chamava Planeta Minas. Foi talvez minha fase mais compulsiva criativamente… Cada dia, lá estavam minhas mãos, criando, executando como uma louca. Trabalhava 14 horas por dia sem parar, feliz da vida. Os pedidos eram muitos, do Brasil inteiro… Era um grande universo e o trabalho era duro, mas muito, muito prazeroso. Também nestes momentos, lá estava eu, em muitos lugares na vida das pessoas, em um souplat sobre a mesa, num copo fazendo tin tin, num porta guardanapo, numa mandala na parede decorando um ambiente, numa vela acesa.

Depois o design gráfico, outra atividade que me dá muito prazer. Mas sempre associado ao artesanal. Sou uma artesã por natureza. Inquieta, curiosa, ainda ousada, ainda querendo aprender.

Na gastronomia, outra paixão. Adoro criar pratos, experimentar receitas, dos temperos à apresentação, acho fascinante e uma experiência de grande sensualidade. Os aromas, as cores, os formatos… A degustação. Na gastronomia, aprendo todos os dias porque além das misturas é preciso colocar sentimento. E é aí também que passo estar presente na vida das pessoas que amo, através do afeto e da intenção que coloco em cada prato. Meu desejo é que a comida que preparo seja também um alimento para a alma. E sou feliz assim, na criação, no fazer, no eterno aprender.